• Letícia Kawano-Dourado

Análise de estudo: associação protetora entre suplementos vitamínicos e o risco de autismo.

Ácido fólico parece estar no cento da questão





Publicado agora no JAMA uma pesquisa científica sobre a associação protetora (inversa) entre consumo de suplementos vitamínicos (foco no ácido fólico na dose > 600mcg/d e ferro) e autismo no período logo antes de engravidar - 1o mês de gestação.


Esse é um estudo prospectivo de coorte que analisou uma amostra de 332 crianças que tinham risco de desenvolver algum tipo de autismo com base em mães (305) que já haviam tido um filho autista e faziam parte do estudo MARBLES (Markers of Autism Risk in Babies: Learning Early Signs).



O artigo conclui que a ingestão materna de vitamina pré-natal durante o primeiro mês de gestação pode reduzir a recorrência da síndrome em irmãos de crianças com autismo nas famílias de alto risco [1].



Comentário metodológico: estamos aqui diante da evidência de associação inversa entre o consumo de vitaminas e autismo. Associação inversa quer dizer que a presença da variável suplementação vitamínica diminui o desfecho (autismo) . Novamente é preciso cuidado em não tomar uma associação como causa. Os pesquisadores cientes disso procuraram controlar uma série de possíveis confundidores como idade materna, idade paterna, nível educacional, nível social e várias outras (vide paper). Mesmo assim não se pode descartar a ação de confundidores desconhecidos causando essa associação (vide post anterior sobre poppers e AIDS).


Na prática como incorporar essa informação? Há incerteza a cerca do papel causal das vitaminas em proteger de autismo. No entanto, igualmente, há baixo risco em usar suplementos vitamínicos & alimentação balanceada na fase pré-gestação. Desse modo, compondo certo grau de incerteza sobre o papel das vitaminas e o baixo risco relacionado com a intervenção, a suplementação vitamínica parece fazer sentido.


Quer ler o artigo na íntegra? Clica aqui.


Referências:

1. Schmidt RJ, Iosif A, Guerrero Angel E, Ozonoff S. Association of Maternal Prenatal Vitamin Use With Risk for Autism Spectrum Disorder Recurrence in Young Siblings. JAMA Psychiatry. 2019;76(4):391–398. doi:10.1001/jamapsychiatry.2018.3901


Declaração de conflito de interesse: nenhum


Projeto Respira Evidência por Leticia Kawano Dourado


Comentários são bem-vindos!



© 2019 by Leticia Kawano-Dourado

Icone LK.png