• Letícia Kawano-Dourado

Medicina Baseada em Evidência

O que é e o que não é.



O Projeto Respira Evidência tem como ponto central a Medicina Baseada em Evidência (MBE). A partir das evidências sigo analisando o método, procurando trazer reflexão sobre o assunto.


Desse modo é muito importante alinharmos nossos conceitos. Quando fato de MBE estou falando de acordo com Sackett, BMJ, 1996.

Medicina Baseada em Evidência é sobre integrar a experiência clínica com a melhor evidência externa e as preferências dos pacientes





A medicina baseada em evidências é o uso consciente, explícito e criterioso das melhores evidências atuais na tomada de decisões sobre o cuidado de pacientes individuais. A prática da medicina baseada em evidências significa integrar a experiência clínica individual com as melhores evidências clínicas externas disponíveis de pesquisas sistemáticas.


Por experiência clínica entendemos a proficiência e julgamento que os clínicos individuais adquirem através da experiência clínica e da prática clínica. O aumento da perícia se reflete de várias maneiras, mas especialmente em diagnósticos mais eficazes e eficientes e no uso compassivo de situações, direitos e preferências individuais dos pacientes ao tomar decisões clínicas sobre seus cuidados.


Por melhor evidência clínica externa disponível, entendemos pesquisa científica clinicamente relevante, muitas vezes das ciências básicas da medicina, mas especialmente de pesquisa clínica centrada no paciente e na precisão dos testes diagnósticos (incluindo o exame clínico), o poder dos marcadores de prognóstico e eficácia e segurança dos regimes terapêutico, reabilitativo e preventivo. A evidência clínica externa pode tanto invalidar testes diagnósticos previamente aceitos e tratamentos, e substitui-los por novos que são mais poderosos, mais precisos, mais eficazes e mais seguros.


Bons médicos usam tanto a experiência clínica individual quanto a melhor evidência externa disponível, e nenhum desses sozinho é suficiente.


Sem experiência clínica, a prática corre o risco de se tornar tiranizada por evidências, pois mesmo uma excelente evidência externa pode ser inaplicável ou inadequada para um paciente individual. Sem as melhores evidências atuais, a prática corre o risco de se tornar rapidamente desatualizada em detrimento dos pacientes.

Desse modo, alinhando nossas definições, sejam bem-vindos ao Projeto Respira Evidência! Espero que gostem do conteúdo e caso tenham sugestões, podem faze-las nos comentários abaixo!


Projeto Respira Evidência por Leticia Kawano Dourado

© 2019 by Leticia Kawano-Dourado

Icone LK.png