Sobre Mim - About Me

Sou médica pneumologista e pesquisadora clínica. O principal motivo pelo qual fiz medicina foi a ideia de ajudar a aliviar o sofrimento e entender como o corpo humano e as intervenções sobre ele funcionam. Não me vejo fazendo outra coisa. Quanto à pesquisa clínica, o que mais me move é a ideia de avançar a Medicina, de encontrar soluções para problemas que antes não tinham solução. A formação teórica e prática em pesquisa clínica me ofereceu um raciocínio mais aguçado em inferência causal, em probabilidades e além disso, teve como efeito colateral uma maior compreensão da literatura médica, dada a familiaridade com metodologia científica.

I am a pulmonologist and clinical researcher. The main reason I went to medicine was the idea of helping to alleviate suffering and to understand how the human body and interventions on it work. I don't see myself doing anything else. As for clinical research, what moves me the most is the idea of advancing medicine, of finding solutions to problems that have yet no solution. The theoretical and practical training in clinical research offered me a sharper reasoning in causal inference, probabilities and furthermore had as a side effect a greater understanding of the medical literature, given the familiarity with scientific methodology.

Na verdade, notei que ficava bem mais fácil de avaliar de forma crítica a literatura médica a partir desse conhecimento metodológico mais sólido. No ano de 2018, estive envolvida em um projeto de educação médica continuada com médicos do país todo. Nesse projeto tive a oportunidade de conversar com excelentes colegas de Norte a Sul do país e perceber que um pouco mais de compreensão em método científico era algo altamente desejado pela maioria. Daí surgiu a ideia do Projeto Respira Evidência.

Projeto Respira Evidência

The Breathing Evidence Project

O Projeto Respira Evidência tem o objetivo de noticiar os avanços médico-científicos enquanto comenta sobre método científico, criando uma visão mais crítica e independente sobre a literatura científica em profissionais da área da saúde. Além disso, também é um objetivo do Respira Evidência dissecar os fatores relacionados aos vieses subconscientes que atuam contra as mulheres na ascensão da carreira profissional, de forma atuar a favor da equidade de gênero, mediante conscientização crescente.

Reflexões sobre equidade de gênero se intensificaram após a minha experiência da maternidade. As discussões sobre o assunto na comunidade científica internacional passaram a repercutir mais em mim. Na sequência passei a pesquisar mais sobre o assunto e encontrei muita coisa interessante que precisa ser compartilhada. Digo "precisa" porque faz parte do pacote científico de estar antenada com o avanço de um determinado campo do saber, nesse caso, do saber sobre inequidade de gênero. Quero um mundo mais bem informado, mais justo e melhor e, depois de ser mãe, senti a obrigação de agir, de fazer a minha parte, pensando nos meus filhos e em todas as crianças. E aí vem o Projeto Respira Evidência.

E o que é"Evidência"? E medicina baseada em evidência?  Neste projeto a ideia de Medicina baseada em evidência está alinhada com a definição por Sackett em BMJ, 1996 "A medicina baseada em evidência  é o uso consciente, explícito e criterioso das melhores evidências atuais na tomada de decisões sobre o cuidado de pacientes individuais. A prática da medicina baseada em evidências significa integrar a experiência clínica individual com as melhores evidências clínicas externas disponíveis de pesquisas sistemáticas."  

The Breathing Evidence Project aims to report medical-scientific advances while commenting on scientific method, creating a more critical and independent view of the scientific literature in health professionals. In addition, it is also an objective of the Breathing Evidence to dissect the factors related to subconscious (implicit) biases that act against women in their professional career, in order to act in favor of gender equity. Reflections on gender equity intensified after my experience of motherhood. Discussions on the subject in the international scientific community began to resonate more with me. After that, I started to research more about it and found a lot of interesting things that need to be shared. I say "need" because it is part of the scientific package to be attuned to the advancement of a particular field of knowledge, in this case, knowledge about gender inequality. I want a better-informed, fairer world, and after being a mother, I felt compelled to act, to do my part, thinking of my children and all the children. And that is how the Breathing Evidence Project was born.

But what is "Evidence" anyway? And evidence-based medicine? In this project the idea of ​​evidence-based medicine is in line with the definition by Sackett in BMJ, 1996 "Evidence-based medicine is the conscious, explicit and judicious use of the best current evidence in decision-making about individual patient care. The practice of evidence-based medicine means integrating individual clinical experience with the best available external clinical evidence from systematic research. "

A Medicina baseada em evidência  não é uma força contrária à experiência clínica, mas uma ferramenta que se soma à experiência adquirida "a beira leito". Qualquer compreensão diferente disso, não reflete o que de fato é a MBE. Esse ponto é inegociável e há um post especificamente sobre esse assunto.

Evidence-based medicine is not a force contrary to clinical experience, but a tool that adds to the experience gained "at the bedside". Any understanding other than that does not reflect what EBM really is. This point is nonnegotiable for me.

Referências - References:

1. Bhandari M, Giannoudis PV. Evidence-Based Medicine: what it is and what it is not. Intl J Care Injured (2006) 37, 302 - 306

2. Sackett D, Rosenberg WMC, Gray JAM, Haynes, RB, Richardson WS. BMJ (1996)  312: 71-72

Meu CV - My CV

  • Vencedora da bolsa de longo prazo da Sociedade Respiratória Europeia (ERS) - Latino Americana (ALAT) para desenvolver pesquisa no laboratório INSERM 1152 - vinculado à Universidade de Paris, em Paris - França. Tema: genética do envelhecimento celular na doença intersticial pulmonar associada à artrite reumatoide. Orientadores: Prof Bruno Crestani e Prof. Phillipe Dieudé. Previsão de início: Setembro 2020. 

  • Pesquisadora clínica (clinical trialist) do Instituto de Pesquisa do Hospital do Coração (IP-HCor), São Paulo, Brasil. Ano: 2017 - atual

    • Projetos atuais (atualizado em Maio de 2020):

      • Estudo RENOVATE (co-pesquisadora principal): Ensaio clínico Randomizado comparando catetEr Nasal de altO fluxo (CNAF)versus Ventilação não-invAsiva com pressão posiTiva (VNI) na insuficência rEspiratória aguda (IRpA). NCT:03643939​

      • Estudo piloto RENOVATE-FIBROSE (pesquisadora principal): Ensaio clínico Randomizado comparando catetEr Nasal de altO fluxo (CNAF)versus Ventilação não-invAsiva com pressão posiTiva (VNI) na insuficência rEspiratória aguda (IRpA) do paciente com fibrose pulmonar

      • Estudo piloto RENOVATE- PALIATIVO (pesquisadora principal): Ensaio clínico Randomizado comparando catetEr Nasal de altO fluxo (CNAF)versus Ventilação não-invAsiva com pressão posiTiva (VNI) na insuficência rEspiratória aguda (IRpA) do paciente em cuidados paliativos

      • Estudo multicêntrico retrospectivo observacional em Pneumonite de Hipersensibilidade (PAGU)

      • Estudo BERTHA: Estudo prospectivo avaliando a progressão da doença intersticial pulmonar associada a artrite reumatoide. Financiado pela Bristol-Myers-Squibb e Laboratório DASA

      • Projeto INKLUDE: Projeto conjunto entre a Universidade de Nottingham-UK e Instituto de Pesquisa do HCor  que visa promover o acesso ao conhecimento subespecializado em doenças intersticiais pulmonares para o médico da assistência não-subespecializado, mediante o uso de aplicativo e inteligencia artificial. www.inklude-gcrf.com

      • Estudos da COALIZÃO BRASIL COVID19: 06 ensaios clínicos randomizados coordenados por um network de pesquisa de grandes hospitais do país para responder de forma urgente sobre o tratamento da covid19.

  • Pesquisadora colaboradora da Divisão de Pneumologia, Instituto do Coração (InCor) –  Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), São Paulo, Brasil. Ano: 2015 – atual

    • Projetos atuais (2019)​

      • Linha de pesquisa sobre o acometimento pulmonar em Artrite Reumatóide​. Ano 2015 - atual

  • Professora de medicina no Centro Universitário São Camilo, São Paulo, Brasil. Ano: 2018 - atual

    • Orientadora de projetos de Iniciação Científica para alunos do curso de Medicina:​

      • Doença de via áerea na Artrite Reumatóide. Ano 2018 e 2019​. 

      • Padroes de acometimento Intersticiais na Artrite Reumatóide. Ano 2018 e 2019. 

  • Fellow de pesquisa clínica no Instituto de Pesquisa do Hospital do Coração (IP-HCor), São Paulo, Brasil. Ano: 2016

  • Doutora em pneumologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. Ano: 2015

  • Residência em pneumologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), São Paulo, Brasil. Ano: 2008-2009

  • Residência em Clínica Médica, ano adicional, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), São Paulo, Brasil. Ano: 2007

  • Residência em Clínica Médica no Hospital de Base do Distrito Federal, Brasília-DF, Brasil. Ano: 2003-2004

  • Graduação em Medicina pela Universidade de Brasilia (UnB), Brasília-DF, Brasil. Ano: 2003

  • Formação adicional relevante:

    • Curso de princípios e práticas em pesquisa clínica [ Principles and Practices of Clinical Research]. Harvard School of Public Health, Boston, Estados Unidos. Ano: 2015

  • Link para o CV lattes: http://lattes.cnpq.br/7157881285239271

© 2019 by Leticia Kawano-Dourado

Icone LK.png